Bem vindo ao blog Detetives do Passado

Se você é interessado em debater metodologia do ensino de História, está no lugar certo. Criamos este espaço para promover o diálogo entre professores do ensino básico e do ensino superior, para divulgar experiências de pesquisa e ensino, a partir do projeto Detetives do Passado, e para tratar de temas gerais relativos à pesquisa, ao ensino e à divulgação de História!

26 de outubro de 2009

Queremos saber a sua opinião!

Ao colocarmos no ar o projeto Detetives do Passado, sentimos imediatamente a necessidade de inaugurar um espaço para conhecer a opinião dos professores a respeito e compartilhar idéias e projetos sobre metodologia do ensino de História, principalmente aqueles que usam a internet como meio. Este espaço é para isso. Se você tiver idéias e propostas, envie para o blog, e vamos começar a discussão!

Como o acesso a internet ainda é difícil em muitas regiões e escolas, fizemos uma edição de CDs para serem distribuídos às escolas. Se você souber de alguma escola/secretaria interessada em receber o CD, entre em contato!

Detetives do Passado está no ar!

www.historiaunirio.com.br/numem/detetivesdopassado 

O projeto “Dimensões da Cidadania no Oitocentos: oficinas de ensino de História” foi pensado com o objetivo de discutir algumas possibilidades de realizar conexões entre o conhecimento produzido na universidade e aquele construído na escola, através da produção de propostas metodológicas – denominadas oficinas – que permitam ao professor trazer para a sala de aula questões abordadas pela historiografia recente, fornecendo instrumentos para que seus alunos sejam capazes de observar, analisar, classificar e fazer generalizações, construindo conceitos e adotando novos comportamentos. 
 
Estas atividades estão baseadas em experiências anteriores, publicadas no livro Oficinas de História e nas atividades desenvolvidas nas disciplinas Metodologia do Ensino de História e Seminário de Pesquisa em Ensino de História, ministradas aos alunos do curso de graduação em História da UNIRIO, e também no formato das webquests, que vêm sendo largamente empregadas em atividades de ensino baseadas na internet. Nosso desafio foi o de procurar aliar os recursos da tecnologia a uma proposta metodológica consistente, criando uma forma criativa de aprender e de ensinar. (Veja mais sobre as webquests em http://webquest.sp.senac.br/textos/oque e http://webquest.org/index.php).


A forma privilegiada de desenvolvimento das oficinas se dá através do contato com os vestígios que nos foram legados, e que são a “matéria prima” dos historiadores: as fontes. A intenção é a de que, proporcionando ao aluno um contato direto com as fontes, seja possível criar mecanismos através dos quais ele seja capaz de compreender o processo de produção do conhecimento, ao mesmo tempo em que toma contato com a produção historiográfica sobre o tema escolhido. 

A metodologia de trabalho a ser desenvolvida nas oficinas segue a perspectiva do método indiciário. Assim, a partir do exemplo do trabalho do detetive, pretendemos mostrar como o conhecimento histórico é, necessariamente, fruto de uma investigação. Com isso, nossa esperança é que, ao realizar as oficinas propostas, os alunos encarem  o principal desafio do projeto: o de exercitar a autonomia ao aprender a pesquisar.

Você utilizaria as atividades do Projeto Detetives do Passado com seus alunos

Participantes

Pesquisar este blog

Carregando...